Feeds:
Posts
Comentários

Filme Completo

Anúncios

A Mostra Miragem de Cinema e Audiovisual selecionou o Um Médico Rural para o festival 2010. O filme será exibido em Miracema e em mais três municípios do estado num projeto de formação de platéia e distribuição de curtas-metragem nacionais.

O curta-metragem inspirado em conto homônimo de Franz Kafka foi selecionado para o Stepping Stone Film Festival, em Bangalore, India.

Um Médico Rural é o único representante da América Latina a participar do festival na terceira maior cidade do populoso país, um pólo de desenvolvimento cinematográfico, científico e tecnológico.

A seleção do filme para o festival aponta para uma reflexão sobre a universalidade da linguagem cinematográfica nele trabalhada ao contar a história de angústia de Dr. Baum, suspense de Rosa e surpresa de Zeca e seus familiares para platéias nacionais e internacionais. Inclusive em Bollywood.

Um Médico Rural foi convidado a participar do 5º CineFantasy, em São Paulo, que acontece de 31 de agosto a 12 de setembro. O CineFantasy é um festival dedicado ao cinema fantástico (horror, ficção científica, fantasia). Dois vídeos ótimos e supercurtos do colega designer André Pinto também foram selecionados para o festival em São Paulo.

Também fomos convidados para participar do V Commffest (Global) Community Festival, em Toronto, Canadá. Um festival de cinema com consciência social.

Um Médico Rural foi escolhido como o “Melhor Curta-metragem Nacional” pelo júri do VI Seminário Internacional de Cinema e Audiovisual, em Salvador, Bahia, um festival de cinema amplo que, além de exibir produções internacionais de peso, debate cinema desde aspectos específicos da cadeia produtiva quanto o desenvolvimento estético cinematográfico no mundo. Este ano, ninguém menos que Miguel Littin (Chile), Lucrécia Martel (Argentina), Tariq Ali (Paquistão/Inglaterra), Peter Pryzigodda (Alemanha, montador do Win Wenders), Sérgio Machado (Brasil/Bahia), entre outras pessoas não tão conhecidas, mas não menos importantes, participaram de debates e contribuíram com idéias em oficinas de criação em cinema.

Confiram abaixo, no Na Cena, um irreverente e non chalant programa que vem cobrindo com bom humor e inteligência crítica os festivais de cinema no Brasil, o momento em que Um Médico Rural foi anunciado como o grande vencedor do VI SemCine.

Depois da estréia nacional do filme em maio, no XIV Cine-PE, quando Um Médico Rural foi apresentado para a grande platéia do Teatro Guararapes – em torno de duas mil e quinhentas pessoas –, que experimentou e aplaudiu o suspense kafkiano, recebemos notícias de que o filme foi selecionado para participar do 6º CINEME-SE – Festival da Experiência do Cinema –, em Santos (SP), programado para ser exibido no dia 14 de julho; e do VI Seminário Internacional de Cinema e Audiovisual, que ocorre de 26 a 31 de julho em Salvador da Bahia.

Um Médico Rural, depois de ser exibido em dois festivais internacionais nos Estados Unidos, faz sua estréia nacional no XIV Cine-PE Festival do Audiovisual, no dia 1º de maio, sábado, em horário nobre.

O Cine-PE se consagra no Brasil como o festival que oferece uma gigantesca platéia de mais de duas mil pessoas para assistirem aos filmes selecionados. Sem dúvida uma experiência importantíssima para os realizadores e as realizadoras das obras aqui exibidas. Ontem, dia 28, quarta-feira, ficamos sob o impacto de duas obras: A Noite Por Testemunha [curta-metragem 35 mm, ficção, Dir. Bruno Torres, DF], sobre o assassinato niilista do Pataxó Galdino por cinco jovens homens a vagar o vazio do entorpecimento alccoólico e mental na capital federal, no entanto o filme se auto-destrói por não esclarecer o fato de que os cinco jovens, por serem relacionados a pessoas de poder, foram liberados de cumprir suas merecidas penas e ainda vagam por Brasília, um inclusive sendo funcionário de um alto Tribunal Federal; e o excelente Sequestro [longa, 35mm, doc, Dir. Wolney Atalla, SP], que mostra e nos coloca dentro do contexto da serialização da atividade criminal do sequestro para extorção na cidade mais rica do país. Este surpreende por não ser nem piegas nem sensacionalista, mas um filme maduro sobre uma questão muito séria.

Este ano o Cine-PE reune uma diversidade extremamente saudável de artistas e realizadores que estão enquadrando crítica e poeticamente o atual estado de espírito do país. Com certeza, um bom festival de cinema é uma oportunidade sem igual para entreter-se e trabalhar o desenvolvimento de compreensão de nossa tão complexa sociedade.